Capacidades de inovação tecnológica no setor público – Big and open linked data (BOLD)

Segundo o artigo “Driving public sector innovation using big and open linked data (BOLD)” essa nova forma de disponibilizar dados seria o que há de mais novo quando se fala em transparência e controle social por meio de ferramentas de governo eletrônico.

BOLD é um fenômeno global impulsionado pela necessidade de inovação, criação de transparência e melhoraria na prestação de contas. Sua adoção requer não só a disponibilidade de dados, mas a ligação e análise de dados provenientes de uma variedade de fontes, aplicadas em vários domínios, em tempo real. Como exemplo, pode-se citar a divulgação dos níveis de poluição e informações de tráfego, incluindo também  a fiscalização de instrumentos orçamentários e de detecção de fraudes, criando cidades mais inteligentes, melhorando a competitividade de um país, interferindo nos processos de decisão para formulação de políticas e respondendo melhor num gerenciamento de crise.

No nível local, isso é frequentemente associado à criação de cidades inteligentes , nas quais todos os tipos de aplicativos podem ajudar no monitoramento, análise e visualização dos aspectos sociais, econômicos e ambientais.

Não só os dados devem ser publicados, mas deve-se ativamente buscar feedback para melhorar o governo. A disponibilidade de uma vasta quantidade de dados podem ter uma influência significativa na elaboração de políticas públicas. Os dados podem ser usados pelos governos e pelo público para modelar e compreender as implicações políticas e apoiar decisões.

Na era digital atual, os cidadãos esperam mais serviços governamentais eficazes e responsáveis. Além disso, as demandas por transparência estão exigindo uma melhor prestação de contas e criando maiores expectativas de desempenho.

E como está o Brasil nessa tendência? Como podemos participar?

Aqui, desde 2016 os órgãos públicos estão empenhados para fazer dessa inovação uma realidade. O Brasil subiu quatro posições no ranking mundial de Dados Abertos e agora ocupa a oitava colocação entre os países analisados pela Open Knowledge International. As ações do governo brasileiro também colocam o País como líder na abertura de dados na América Latina. A Política Brasileira de Dados Abertos é uma das ações do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) para transformar digitalmente o governo brasileiro (leia mais aqui.)

O IPEA divulgou um documento interessantíssimo analisando em 13 capítulos como o Brasil está se articulando para inovar. O nome do documento é: INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO: teoria, tendências e casos no Brasil

Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/livros/livros/171002_inovacao_no_setor_publico.pdf

O site oficial  dos dados abertos no Brasil é: http://dados.gov.br e na aba http://dados.gov.br/aplicativos vocês vão poder ver alguns dos aplicativos que já foram desenvolvidos tentando mesclar bases de dados e favorecer a participação de nós, cidadãos, nas medidas que os nossos governantes tomam. No portal são disponibilizados dados relativos às mais variadas temáticas da administração pública. Por exemplo, dados da saúde suplementar, do sistema de transporte, de segurança pública, indicadores de educação, gastos governamentais, processo eleitoral, etc.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s