Controle da mídia e firehosing: como os políticos lidam com a informação

Antigamente, o acesso da população à informação era limitado aos jornais impressos, televisão e rádio. Essa pouca variedade de fontes fazia com que apenas uma ou poucas versões de uma mesma história fosse contada, o que fazia com que as opiniões e pontos de vistas não divergissem muito.
Um grupo especial de pessoas possuem o interesse de dominar a opinião pública: os políticos. Vários estudos já demonstram o quanto essa classe se envolve com os canais de comunicação social e estudo da Media Ownership Monitor (MOM), conforme relatado pela Terra em reportagem de 2017, destaca que “embora a Constituição brasileira proíba que políticos controlem empresas de mídia, 32 deputados federais e oito senadores possuem meios de comunicação, ainda que não sejam seus proprietários formais.”
screenhunter_2486-feb-20-18-16.jpg
Os tempos estão lentamente mudando, o acesso não é tão restrito assim e vários outros canais são utilizados pelos cidadãos para se informar. Com isso, como é de se esperar, os políticos se adaptam ao novo ambiente.
Já que em virtude da internet todos podem ser ouvidos (inclusive o Panorama!), o desafio agora não é mais controlar os poucos meios disponíveis, mas sim fazer com que a sua versão prevaleça. E como você consegue isso? Uma das estratégias utilizadas é o firehosing, conforme utilizada pelo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.
Firehosing (mangueira de incêndio) passa a ideia de enxurrada de informações de forma constante, rápida, violenta. A estratégia consiste basicamente em forçar um ponto de vista, multiplicando a notícia massivamente, descredenciando as opiniões divergentes (chamando-as de fake news), confundindo o leitor, dentre outras características. (leia a reportagem do UOL para mais informações).
tumblr_mfss161XiD1rbkhiwo1_1280.jpgVocê conhece algum político brasileiro que se utilize dessa estratégia?

Já falei anteriormente do perigo do víes da confirmação ao se informar sobre política e os posts são relacionados. A ideia é que busquemos nos proteger acessando informações de fontes diferentes para formar o nosso entendimento, evitando a manipulação, e garantindo um apropriado controle social e preservação do que é nosso por direito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s