Administração e Contabilidade Pública como campos científicos

Já parou para pensar na Administração Pública e Contabilidade Pública como campos científicos? Quando você escreve um artigo sobre estes temas, se preocupa com a contribuição de sua abordagem em levantar discussões e mudar o “estado da arte” sobre determinado assunto? Pois bem, comecei a me perguntar sobre isso enquanto cursava uma disciplina no curso … Continue lendo Administração e Contabilidade Pública como campos científicos

Metrô de São Paulo e a Teoria dos Ciclos Políticos

A Teoria dos Ciclos Políticos é utilizada em diversas pesquisas nas ciências políticas, administração pública, economia e na contabilidade e consiste na ideia de que os políticos se utilizam do Estado para manipular a economia e as instituições para obter mais votos nas eleições. Basicamente ele atuará de forma diferenciada em anos eleitorais, como, por … Continue lendo Metrô de São Paulo e a Teoria dos Ciclos Políticos

Restos a Pagar – Uso de orçamento paralelo

Semana passada li um artigo publicado a poucos meses sobre o uso dos restos a pagar e como eles se transformaram em um orçamento paralelo dentro da Administração Pública Brasileira [1]. Os resultados indicam que, além do crescente endividamento, a fraca regulação sobretudo dos restos a pagar não processados está reduzindo seriamente a credibilidade e … Continue lendo Restos a Pagar – Uso de orçamento paralelo

O fim do TCM/CE: a busca pela eficiência ou mera politicagem?

         Em minha última aula propus aos alunos um debate sobre o fim do Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará (TCM/CE), como eles realizaram uma pesquisa prévia, deveriam trazer a sala de aula uma opinião formada sobre o assunto. E qual foi o resultado do debate? Hum, vamos deixar isso para daqui a pouco! … Continue lendo O fim do TCM/CE: a busca pela eficiência ou mera politicagem?

O poder público como ceifador de vidas

Lembro quando em 2010 houve um acidente na mina San José no Chile onde 33 mineiros ficaram soterrados a 700 metros de profundidade, recebendo mantimentos por um pequeno túnel. Como todos sabem, houve uma comoção mundial à época. Todos queriam ver os mineiros saindo vivos daquela situação desesperadora. Em meio a todas as notícias e … Continue lendo O poder público como ceifador de vidas

Acorda! Vem novas Normas Aplicadas ao Setor Público por aí.

Vem por aí mais cinco Normas de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público, essas novas normas tratarão sobre propriedades para investimentos, ativos imobilizados, ativos intangíveis, ajuste ao valor recuperável e ativos geradores e não-geradores de caixa. Agora, após a última reunião do Grupo Assessor das Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público (GA/NBC TSP), realizada … Continue lendo Acorda! Vem novas Normas Aplicadas ao Setor Público por aí.

Onde estavam os tribunais de contas enquanto rombos fiscais bilionários eram construídos?

  Interessante reflexão sobre a atuação dos Tribunais de Contas no Brasil e o novo movimento que surge, batizado de #MudaTC. O texto é de autoria de Júlio Marcelo, procurador do Ministério Público junto ao TCU, e vem sendo compartilhado em diversos jornais e blogs. Aproveite a leitura! _________________________________________________________________________________ Onde estavam os tribunais de contas … Continue lendo Onde estavam os tribunais de contas enquanto rombos fiscais bilionários eram construídos?

Governança na Administração Pública: Desafios e perspectivas das Instituições de Educação Tecnológica

Boa noite! Aproveitamos o post de hoje para divulgar para vocês a publicação da 3ª edição da Revista Eletrônica Navegador, periódico da Controladoria Geral do Município de Natal coordenado por mim, Victor Godeiro, sob a supervisão do Prof. Dr. José Dionisio Gomes da Silva, Controlador Geral do Município. Nessa edição, trazemos um texto especial e de peso. … Continue lendo Governança na Administração Pública: Desafios e perspectivas das Instituições de Educação Tecnológica

O prefeito e o cidadão: quem devemos aplaudir?

Vamos imaginar duas situações distintas: (a) um cidadão doa R$ 216.000 durante o ano de 2017 para instituições de caridade; e (b) um prefeito consegue melhor aplicar 0,0005% da receita arrecadada em um ano com uma ação específica. Ambos os casos são vivenciados simultaneamente pelo cidadão paulista. O prefeito recém-empossado do município mais rico do … Continue lendo O prefeito e o cidadão: quem devemos aplaudir?