Setor Público gasta 55 milhões por ano com café para servidores

Na minha experiência como servidor público nas esferas federal e municipal me chamava a atenção o quanto que era mobilizado em recursos humanos e financeiros para servir um simples café para os funcionários. Essa curiosidade me levou a realizar uma pesquisa publicada na Revista do Tribunal de Contas de Minas Gerais em 2016 que constatou um … Continue lendo Setor Público gasta 55 milhões por ano com café para servidores

Blockchain pode reduzir fraudes no setor público?

O assunto sobre o uso do Blockchain pela Administração Pública já foi tratado aqui no blog pela colega Nyalle Matos postada aqui. A ideia agora é pensar sobre o uso dessa tecnologia para reduzir, ou mesmo evitar, fraudes no setor público. Recentemente li um texto do Carlos Santiso (Banco Interamericano) sobre a possibilidade de usos … Continue lendo Blockchain pode reduzir fraudes no setor público?

ARTIGO QUE LEMOS #4: Pagando o preço de governar – O custo do presidencialismo no Brasil

O "ARTIGO QUE LEMOS" lemos está de volta, e com uma pergunta interessante: Quanto custa gerenciar coalizões políticas no ambiente multipartidário brasileiro? O artigo “Pagando o preço de governar: custos de gerência de coalizão no presidencialismo brasileiro”, de Frederico Bertholini e Carlos Pereira [RAP - Revista de Administração Pública - Rio de Janeiro 51(4):528-550, jul. … Continue lendo ARTIGO QUE LEMOS #4: Pagando o preço de governar – O custo do presidencialismo no Brasil

E se o Brasil resolvesse construir a Estrela da Morte?

Devaneios de fim de ano... Ainda aproveitando o momento "Star Wars", lembrei de duas notícias curiosas que vi na Revista Galileu, acerca da Estrela da Morte (a super estação espacial bélica construída pelo Império Galáctico, e elemento significativo para toda a saga). A primeira notícia era sobre um levantamento, feito por economistas, do custo para se … Continue lendo E se o Brasil resolvesse construir a Estrela da Morte?

ARTIGO QUE LEMOS #3: Transição da contabilidade pública para o regime contábil de competência – Experiências internacionais

As novas normas contábeis aplicadas ao setor público, no seu cerne, buscam se distanciar da visão essencialmente orçamentária da contabilidade pública, apontando para uma informação com maior capacidade de atender as necessidades de seus usuários. Nesta nova visão, uma questão importantíssima é a adoção do regime de competência (o Accruals Basis) para a contabilidade pública … Continue lendo ARTIGO QUE LEMOS #3: Transição da contabilidade pública para o regime contábil de competência – Experiências internacionais

ARTIGO QUE LEMOS #2: Tipos de auditoria governamental.

Pode-se definir auditoria como o exame formal das finanças, práticas gerenciais ou operações de uma empresa, seja ela pública ou privada. Mais especificamente, no âmbito da administração pública essa é uma atividade essencial, pois oferece recursos que permitem a melhoria da gestão, o controle das ações e avaliação dos objetivos de cada órgão. A pesquisa … Continue lendo ARTIGO QUE LEMOS #2: Tipos de auditoria governamental.

ARTIGO QUE LEMOS #1: Dualidade do Controle Interno no Brasil.

Inauguramos hoje uma nova seção no blog chamada "Artigos que lemos". O objetivo é divulgar artigos científicos que julgamos interessantes no campo da contabilidade e da gestão pública. Pra começar, vamos falar do artigo "Combate à corrupção e aprimoramento da gestão: a dualidade do controle interno no Brasil", de autoria de Cesar Augusto Marx, e … Continue lendo ARTIGO QUE LEMOS #1: Dualidade do Controle Interno no Brasil.